Flora

Flickr Stream

De onde vem a inovação?

Ser uma pessoa criativa, que pensa fora da caixa ou que tem sacadas geniais não é mais suficiente. É necessário saber atuar em equipe! Afinal, é praticamente impossível fazer aquela ideia incrível sair do papel sem a ajuda de outras pessoas.

Há algum tempo, os criativos não “colocavam a mão na massa” na hora de fazer sua criação acontecer de verdade. Hoje, quanto mais presente ele for na execução, melhor. Inclusive, ter uma equipe pronta para discutir, testar e, acima de tudo, implementar a ideia, mais chances tem de funcionar efetivamente.

As boas ideias, as que são realmente inovadoras, são aquelas que estão nas ruas, acontecendo de verdade! E é isso o que tem feito as startups serem notadas: a capacidade de execução! Nelas, profissionais de diversas áreas atuam com um só propósito: resolver o problema do cliente. E é exatamente essa integração que tem faltado nas grandes organizações tradicionais.

Para que a colaboração aconteça, é preciso que todos os funcionários estejam engajados no propósito. E para isso ser real, a empresa precisa adotar uma nova postura – caso ainda não a tenha, e permitir que essa integração entre os departamentos aconteça.

Mais que isso, as empresas precisam permitir que a colaboração aconteça entre elas! Por exemplo, uma empresa tradicional poderia cocriar com uma startup de diferentes formas, em que ambas se beneficiassem das principais capacitações uma da outra.

Esse é o maior desafio: aceitar que a colaboração é sim inovadora e que as estratégias e a gestão devem ter base nisso.

A inovação está mais associada a fazer perguntas que o ajudarão a traçar as estratégias corretas e levarão a resolver os problemas de forma efetiva, do que ter sacadas geniais para o cliente. Aliás, as melhores ideias surgirão dessas perguntas e do plano estratégico.

É justamente assim que trabalhamos. Por isso… Organix-se!